“Status” dos Volumes no “Bacula”

"Status" dos Volumes no "Bacula" 1

Uma das coisas mas importantes para se entender no Bacula são os estados de seus volumes:

  • Append: é o primeiro “status” que uma mídia recém etiquetada (através do comando label) recebe. Neste estado o volume pode ser gravado mas apenas no espaço livre que ainda resta. O que já estaria gravado não é sobrescrito.
  • Full: o volume está cheio. Neste caso não é mais possível gravá-lo sem que haja perda de informações. Para gravá-lo novamente, é necessário que o volume seja reciclado (seja automaticamente pelo bácula, seja através do comando “purge”).
  • Used: O volume ainda possui espaço, mas neste caso não pode mais ser gravado. A mudança de append para used é importante pq, só neste momento, o tempo de retenção irá começar a contar. Esta mudança, pode ser feita de maneira manual ou automática pelo bacula, através da configuração de limites (jobs, bytes, tempo de uso – tudo isso por volume).
  • Error: Por algum motivo o volume terminou em erro – o que não significa que não possa ter seus arquivos restaurados. Se vc tiver certeza que não se trata de um problema físico, pode simplesmente mudar seu status manualmente para “used”, e esperar que ele seja reciclado.
  • Recycled: O volume foi reciclado e está pronto para ser sobrescrito pelo Bacula.
  • Archive: o administrador explicitamente informa que aquele volume deve ser mantido intacto – ou seja, não será reciclado. Útil para preservar backups marcos (ex.: primeiro backup de um servidor).
  • Disabled: o volume está completamente indisponível para o uso do “Bacula” (ex.: fitas que foram retiradas do robô, e que portanto não podem ser acessadas de maneira automática).
  • Cleaning: indica que é uma fita de limpeza.
  • Read-only: o “Bacula” poderá ler, mas não sobrescrever a fita.

Disponível em: pt-brPortuguês

Deixe uma resposta

Fechar Menu